Seguidores

terça-feira, 26 de maio de 2009

MINHA QUERIDÍSSIMA ALBINA



Em outubro passado, meu bom amigo André mudou-se para o andar de cima. Mandei esse e.mail para Albina, sua mulher.


MINHA QUERIDÍSSIMA ALBINA


Eu nunca havia pensado na hipótese de nosso Alemão morrer. Ele era eterno para mim, aquele velho amigo que a gente vê de vez em quando, mas quando começa a conversa, parece que foi ontem que nos encontramos, o amigo que telefonava no Natal e no aniversário, o amigo que quando soube que eu havia me separado, telefonou dando seu apoio.


Nosso Alemão foi colega de cursinho em São Paulo, depois fomos para Piracicaba, a amizade solidificou, moramos juntos um tempo, e esse convívio evidenciou um André humano, amigo, prestativo, das pessoas mais educadas que conheci. Só era ruim em matemática e topografia. Dava gosto conviver com ele, um gentleman, na postura e na ação, desfrutei desse privilégio algum tempo, imagino a falta que ele te fará.


À distancia, sempre segui sua vida: bom fazendeiro, bom pai, bom amigo, bom patrão, bom marido, bom contador de causos, médio caçador de macucos. O Alemão era meu ídolo e há muito tempo eu sabia disso.


De toda a tristeza, sobra-nos um tênue consolo, André morreu no seu auge, retirou-se vivendo seus melhores dias, não sofrendo e não dando trabalho. Só deixou alegrias e muita segurança aos seus. É rude falar assim, mas ele foi sem perceber. Não sofreu, graças a Deus.


Ruim ficou para nós, que ficamos sem ele.


Albina, eu tinha uns compromissos e não pude ir à cremação - mas também não fui por covardia, na minha mente ficou aquele amigo sorridente, vermelho e barrigudo, que sempre que me via, abria seus braços num abraço daqueles que quase me sufocava. Ele era quase o dobro de mim...


De toda essa tristeza, resta o consolo dele ter deixado no mundo a Adriana, a Bibinha, o André Filho, que tenho certeza serão o suporte de sua vida daqui para frente, bons meninos, muito bem criados pela mãe, com o exemplo do pai.


Minha queridíssima Albina, sinto muito. Um forte abraço.

Alo.


-

Um comentário:

Eduardo P.L disse...

Eu não estou dizendo? Só anúncio funebre!!!!!

Quem sou eu

Minha foto
Pugnador, objetivo e justiceiro

Arquivo do blog

Dos caminhos por onde andei

Dos caminhos por onde andei
Click na imagem e compre o livro.

Autor do blog no aeroporto de Florianópolis

Autor do blog no aeroporto de Florianópolis
Foto: E.P.L.

Minha CARICATURA

Minha CARICATURA
O "amigo da onça" se chama Eduardo P.L. Cimitan